A busca por maior produtividade que facilite o alcance dos resultados sempre moverá os esforços das empresas, não importa seu tamanho. Entre tantas experiências e metodologias aplicáveis, é muito importante olhar com mais cuidado para o que as grandes empresas têm feito.

Neste sentido, um dos grandes exemplos contemporâneos é a gestão com OKRs, desenvolvida pelo executivo John Doerr quando ele ainda estava na Intel.

Em 1999, quando o Google o contratou, John Doerr resolveu aplicar esta mesma metodologia naquele que ainda era um tímido negócio no segmento de tecnologia. Desde então, a então aspirante passou de 40 funcionários para os 60 mil que atualmente lá trabalham.

Para entender melhor o que é e como funciona a metodologia com gestão de OKRs, quais foram as outras grandes empresas que a adotaram e como você adaptá-la aos seus colaboradores, confira os tópicos abaixo!

O que é gestão com OKRs

A sigla OKR significa “Objectives and Key Results”, ou seja, Objetivos e Resultados-Chaves. A principal ideia desta metodologia é focar em Resultados-Chaves que devem ser alcançados em um determinado período para que um objetivo macro seja conquistado.

Vamos a um exemplo simples e rápido:

Imagine que o objetivo macro de sua empresa seja o de melhorar a produtividade de um determinado setor ao longo de três meses.

Quais Resultados-Chaves poderão ser definidos:

  • Determinar que cada colaborador ou setor entreguem pelo menos “3 trabalhos completos” por semana, dependendo do projeto;
  • Incentivar relatórios sobre colaboração entre os setores “X” e “Y” para a entrega dos projetos;
  • Garantir que todos os colaboradores saiam no horário correto e consigam tempo para descansar melhor para evitar a sobrecarga física e mental.

Com estes resultados monitorados constantemente, será possível determinar quais os principais problemas que afetam a produtividade desejada de cada setor e, assim, trabalhar na melhoria dos processos para que o objetivo maior seja alcançado.

Segundo a Diretora de Recursos Humanos do Google, Mônica Santos, a gestão de metas com a metodologia OKR contribui incrivelmente para elevar a produtividade dos profissionais e diminuir o estresse no ambiente de trabalho.

Não por acaso, outras empresas de sucesso como o Spotify, Linkedin, Twitter e Airbnb também utilizam a metodologia OKRs para alcançar objetivos. Mas, engana-se quem acredita que esta metodologia é exclusiva para empresas digitais. Target, Wallmart, ING Bnak, The Guardian, entre outras, também a utilizam.

Quais as principais vantagens de trabalhar com gestão de OKRs para suas metas

Trabalhar com a gestão de OKRs pode garantir que as pessoas de uma mesma organização tenham mais clareza em seus objetivos. Isso faz com que essas profissionais saibam que estão se movendo em uma mesma direção. Quando isso ocorre entre dezenas ou até centenas de pessoas, as possibilidades de a empresa alcançar grandes objetivos são incríveis.

Os OKRs podem ser definidos em diferentes níveis e metas dentro de uma empresa. Existem os OKRs da própria empresa, que podem ser definidos pelos diretores, os OKRs de cada setor (marketing, vendas, TI, etc.) e os OKRs para colaboradores. Ou seja, dentro de um objetivo maior, cada setor ou funcionário deverá alcançar pequenos resultados-chaves dentro de um determinado período.

Estes Resultados-Chaves devem ser definidos e acompanhados publicamente, facilitando a percepção sobre o fato de o objetivo macro da empresa estar ou não mais próximo de ser alcançado.

Além disso, a gestão com OKRs traz o hábito de revisões regulares, o que é fundamental para alinhar e engajar os colaboradores na direção de uma meta comum.

Como implantar OKRs dentro de sua empresa

OKRs, devem ser definidos de maneira clara e transparente. Ou seja, todos os colaboradores devem ter acesso aos objetivos que seus colegas ou setores precisam alcançar para mover a empresa em seu objetivo macro.

Para isso, o primeiro ponto é lembrar-se de que a gestão com OKRs devem definir Resultados-Chaves que sejam curtos, simples e de fáceis memorização. Esses resultados não podem ser encarados como uma proposta para dificultar a vida dos profissionais. Pelo contrário, os OKRs devem ser vistos como uma maneira de garantir maior foco e produtividade no dia a dia.

Outro ponto muito importante é que os objetivos devem despertar a motivação dos colaboradores. Ou seja, eles devem ver possibilidades reais de alcançar maior crescimento pessoal ou profissional. E para isso, os resultados-chaves devem ser fáceis de serem mensurados.

10 dicas para garantir OKRs perfeitas

Existem algumas boas práticas que podem garantir o interesse dos profissionais. Para isso, é fundamental que os OKRs sejam simples e facilmente mensuráveis. Neste sentido, trouxemos um guia com 10 passos principais para defini-los.

1. Todo OKR definido deve conter números. Exemplo: Entregar 7 tarefas por mês; Aumentar a produtividade em 50%; Reduzir horas extras em 1/4 .

2. Todos os objetivos com OKRs devem ser acordados entre gestores e profissionais.

3. 60% dos objetivos devem ser definidos pelo próprio profissional.

4. Cada profissional ou setor deve ter, no máximo, 5 objetivos macro e 4 resultados-chave por objetivo macro a cada trimestre.

5. Os objetivos precisam despertar grandes ambições e, com isso, certo desconforto.

6. As conquistas mínimas para cada OKR devem ser de 70%.

7. Conquistas de 100% podem traduzir OKRs pouco ambiciosos.

8. Não há punições para os resultados baixos. Apenas a identificação das principais dificuldades.

9. OKRs devem ser vistos como uma maneira de agregar valor no desenvolvimento contínuo do profissional /setor /empresa e não como uma lista com tarefas contínuas a serem entregues.

10. Não confunda OKRs com listas de tarefas. Portanto, não exagere na quantidade de resultados-chaves para que ocorra comprometimento real no alcance dos objetivos.

Com o devido entendimento sobre o que são OKRs, sua importância para garantir maior colaboração entre setores e motivação entre os profissionais, certamente, sua empresa poderá ganhar muito mais força para alcançar seus objetivos macro.

Se você gostou de saber ainda mais sobre essa metodologia, mas ficou com alguma dúvida sobre como trabalhar com ela, basta deixar seu comentário abaixo ou entrar em contato conosco!